2

Apostas clandestinas: Sistema de detecção Uefa, como funciona?

27 julho, 2012


Muito se tem falado na comunicação social sobre as célebres apostas ilegais, ou melhor, apostas clandestinas, mas afinal, como funciona o sistema de detecção de apostas clandestinas por parte de organismos desportivos como a UEFA e quais os seus níveis de eficiência registados?

A resposta para esta pergunta tem um nome: - UEFA Betting Fraud Detection System (BFDS) - é um sistema que monitoriza os padrões de apostas realizados em todos os jogos das competições da UEFA (entre 1600 e 1800 jogos por época), bem como os jogos da primeira e segunda divisão das 53 associações nacionais filiadas (entre 29 mil e 30 mil partidas por temporada). Se um jogo revelar padrões irregulares de apostas que não possa ser explicado pelo momento das equipas ou pelo decorrer da partida em causa, a UEFA procede a uma profunda análise sobre esse encontro e, se necessário, iniciam uma investigação. O sistema é eficiente e já produziu diversos resultados e investigações de diversas partidas, a exemplo do que está a ser feito por várias associações que são filiadas da UEFA.

Para se atingir os maiores níveis de eficácia do sistema de apostas clandestinas da UEFA, é necessário uma maior cooperação com as autoridades legislativas nacionais, para o problema das apostas desportivas ilegais ser travado. No entanto, é preciso lembrar que o maior problema reside na Ásia. O mercado de apostas no continente asiático tem muito menos regulação do que na Europa e é na Ásia que as organizações criminosas estão a fazer maiores lucros com jogos que foram alvo de manipulação.

Sobre a possibilidade de a UEFA obter ou medir os valores que anualmente escapam ao controlo das entidades oficiais, Graham Peaker, coordenador de investigação no departamento de Disciplina do organismo presidido por Michel Platini, foi bastante claro.

"Não. A UEFA não tem a possibilidade de obter dados dos operadores de apostas desportivas. Somos (UEFA) uma organização desportiva, não somos uma agência de controlo legislativo. Esse tipo de informação não passa por nós.

Como é que a UEFA encara a falta de legislação nacional em muitos países europeus, incluindo Portugal?

Isso é, obviamente, um problema. Seria benéfico para todos os países reconhecerem que a fraude em torno das apostas desportivas é ilegal e que tal possa ser uma infracção punível. É importante que as diferentes legislações nacionais se entendam numa definição comum sobre o que são apostas desportivas ilegais. Isso permitiria a todos os estados europeus a possibilidade de atacarem o problema numa base de igualdade e mais equilibrada.

A legislação francesa aprovada em 2010 constituiu um exemplo para os restantes países europeus?

A situação em França apontou, claramente, para uma mudança para a direcção correcta. A exigência legal de que os operadores de apostas online assumam um acordo com as autoridades desportivas é positiva. Entre outros benefícios, está a exigência de que os operadores de apostas municiem as autoridades desportivas de informações relevantes, se forem detectados padrões irregulares de apostas. A legislação francesa reconhece que o organizador das competições é dono dos direitos de propriedade intelectual (ex: direitos de imagem, logos, naming) das suas provas.

O modelo francês dota as autoridades desportivas de direitos de royalties nos jogos disponíveis para apostas e esses fundos podem ser usados na formação e no fomento desportivo, bem como em programas de educação no combate à fraude.

Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

2

As novidades do jogo FIFA 2013

22 julho, 2012


Depois de ter postado sobre o PES 2013, segue-se a franquia FIFA 2013 que vai chegar às lojas portuguesas na última semana de Setembro. Por esta altura, já é possível saber algumas das novidades. Uma das mais engraçadas que eu li, é que será possível mandar bocas ao àrbitro através do Kinect (sensor de movimentos e agora também com opção de voz) e provavelmente receber um cartão amarelo ou vermelho! Bastante educativo, não?

Divertido, digo eu, foi saber também que o célebre festejo de Mario Balotelli no jogo da meia-final do Euro 2012 entre a Itália e Alemanha vai estar incluído.


Outra das novidades da Electronic Arts, será uma funcionalidade chamada Football Club Match Day. Neste modo de jogo, os dados actuais dos jogadores e clubes na vida real irão influenciar o decorrer do jogo virtual. Basicamente, o momento de forma de cada um dos jogadores do mundo real irá alterar as suas estatísticas, para melhor ou pior. Por exemplo: se o rendimento do Fernando Torres andar por baixo no futebol real, as suas características no modo Football Club Match Day irão piorar ou inversamente se tiver a marcar muitos golos irão melhorar.

As lesões e especulações de mercado que saírem na imprensa desportiva real vão ter também influência neste modelo de jogo, que terá também o calendário de jogos igual no jogo aos reais. Este novo modo, porém, ficará restrito às principais ligas europeias – Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França. No dia 11 de setembro a EA vai lançar a demo do FIFA 2013 é já será possível testar algumas destas novidades.

Um dos dados seguros, é que ainda não será possível jogar a Liga dos Campeões ou Liga Europa oficiais neste jogo. Os direitos de licenciamento estão entregues à Konami para o PES em exclusivo. Mas para quem não se importar com esses detalhes, o modo de carreira no FIFA 2013 foi melhorado. Agora poderás começar num clube como jogador, terminar a carreira e iniciar a de treinador e chegar eventualmente a uma selecção nacional.


Outras alterações:

- Inteligência Artificial: Os jogadores têm a habilidade de analisar os espaços e trabalhar com mais inteligência e trabalho árduo de forma a romper as defesas adversárias pensando duas jogadas com antecedência. Mais ainda, os jogadores fazem sprint de forma a colocarem a defesa fora da sua posição normal e dessa forma conseguirão criar espaços para os seus colegas de ataque.

- Drible Completo: Possibilidade de enfrentar o adversário de frente e usar dribles precisos combinados com dribles verdadeiros com mobilidade a 360 graus com a bola. Oportunidade de ser mais criativo e perigoso em situações de 1 para 1.

- Controlo ao primeiro toque: Um novo sistema transforma a maneira de controlar a bola eliminando aqueles passes quase perfeitos que ocorrem no FIFA 2012 em todos os jogadores. Isto significa uma maior aproximação da realidade uma vez que no Futebol Real são poucos os jogadores que conseguem fazer passes perfeitos nos 90 minutos. Esta inovação irá permitir que se cometam mais erros ao nível do passe e que poderão beneficiar tanto os ataques como as defesas na hora de recuperação de bola.

Vídeo do jogo FIFA 2013



Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

Ler Mais
0

Treinador de futebol. Que táctica mister? Eis as respostas

18 julho, 2012


Quando navegamos pelos mais distintos sites desportivos observamos que muitos dos leitores gostam de provar as suas aptidões tácticas, os esquemas que mais gostavam ver no seu clube ou selecção nacional. Os portugueses, por tendência e paixão adoram dar uma de treinador de bancada, num país onde até há poucos anos era dos que apresentava maior taxa europeia de treinadores capacitados para exercer a profissão.

Mas afinal, quais são os esquemas tácticos mais usados no futebol europeu, aqueles que conseguem atingir os melhores e piores resultados? A resposta para esta questão foi encontrada pelo site who.scored.com que fez uma análise aos clubes dos velho continente e descobriu que a formação: 4-2-3-1 é a preferida dos treinadores dos clubes europeus. Esta táctica é usada por 1339 treinadores no total de 3511 clubes analisados pelos diversos campeonatos.

Os esquemas tácticos: 4-2-3-1; 3-5-2 e 3-4-2-1 apresentam o melhor rácio de vitórias. Já os piores classificados, ou seja, os mais perdedores são o: 4-1-4-1 e 4-5-1, provavelmente reflectem as formações de equipas que lutam pela permanência.

O top 3 das formações tácticas mais usadas pelos treinadores na europa são o: 4-2-3-1 (1339 equipas), 4-4-2 (680 equipas) e o 4-3-3 (370 equipas).

Gráfico das formações tácticas mais usadas na Europa do futebol em 2011/2012


Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

0

Liga dos Campeões 2012-2013 pode render entre 8,6 e 37,4 milhões de euros

17 julho, 2012


Estão definidos os sistemas de distribuição de receitas para a temporada 2012/2013 da Liga dos Campeões. As receitas comerciais da Champions League e SuperTaça Europeia estimam-se em 1,34 mil milhões de euros.

Dessas receitas em bruto estimadas, 55 milhões de euros serão alocados em exclusivo à ronda do "play-off", como aconteceu no ciclo 2009-2012: cada um dos 20 clubes participantes no "play-off" receberá uma verba fixa de 2,1 milhões de euros.

Além do mais, será feita uma contribuição de 40 milhões de euros das verbas da Liga dos Campeões para a Liga Europa. Adicionalmente, três milhões provenientes da fatia dos clubes serão alocadas para subsidiar as verbas de solidariedade pagas aos clubes eliminados nas fases de apuramento da Liga dos Campeões e da Liga Europa de 2012/13.

Cerca de 75 por cento das receitas totais dos direitos de media e contratos comerciais concluídos pela UEFA, até a um máximo de 530 milhões, irá para os clubes, enquanto os restantes 25 por cento serão reservados para a UEFA e continuarão na posse da UEFA para cobrir custos administrativos e organizacionais e para pagamentos de solidariedade a federações, clubes e Ligas.

Um total de 82 por cento de quaisquer receitas resultantes do mesmo fluxo, para além dos 530 milhões de euros, será entregue aos clubes, ficando os restantes 18 por cento reservados para o futebol europeu e permanecendo na posse da UEFA para os propósitos acima listados.

O valor líquido disponível para as equipas participantes será dividido - 500,7 milhões de euros em pagamentos fixos e 409,6 milhões de montantes variáveis (valor de mercado), que serão distribuídos de acordo com o valor proporcional de cada mercado televisivo representado pelos clubes participantes na Liga dos Campeões (a partir da fase de grupos), e que serão divididos entre essas equipas a competir por dada federação.

Os 32 clubes participantes na fase de grupos da Liga dos Campeões de 2012/2013 podem antecipar um mínimo de 8,6 milhões de euros - e a equipa que vencer a prova máxima de clubes europeus poderá receber 37,4 milhões de euros, sem contar com a sua parcela do valor de mercado. O bónus por rendimento levará ao pagamento de um milhão de euros por vitória e 500 mil por empate na fase de grupos.

As equipas que participarem nos oitavos-de-final receberão 3,5 milhões de euros, enquanto as presentes nos quartos-de-final receberão 3,9 milhões e os semifinalistas 4,9 milhões cada. O vencedor da Champions League receberá 10,5 milhões de euros e o outro finalista 6,5 milhões de euros. Entretanto, o vencedor da SuperTaça Europeia ganhará três milhões de euros e o finalista vencido receberá 2,2 milhões de euros.

Ao abrigo do sistema de solidariedade, todos os campeões nacionais que não consigam chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões receberão 200 mil euros. Adicionalmente, cada clube que participe na primeira pré-eliminatória de apuramento da Liga dos Campeões receberá 140 mil euros, desde que não se apure para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Da mesma forma, todas as equipas que participem na segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões receberão 140 mil euros, desde que não se apurem para a fase de grupos da Liga dos Campeões, enquanto cada equipa eliminada na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões também terá direito a 140 mil euros.

Fonte: UEFA

Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

3

Novos equipamentos dos clubes ingleses 2012-2013

16 julho, 2012

Todos os novos equipamentos das vinte equipas da Premier League 2012/2013, numa só página do Aposta X. As principais novidades para as camisolas dos clubes ingleses dizem respeito à alteração de fornecedores de marcas desportivas, no caso, o Liverpool que fechou um longo ciclo com a histórica Adidas para assinar com a Warrior Sports. Depois temos o Swansea City que usa basicamente o templete do Real Madrid da última temporada.

Equipamentos dos clubes da Liga Inglesa

Novos equipamentos do Manchester City 2012/2013


Novos equipamentos do Manchester United 2012/2013


Novos equipamentos do Chelsea 2012/2013


Novos equipamentos do Arsenal 2012/2013


Novos equipamentos do Liverpool 2012/2013


Novos equipamentos do Tottenham Hotspur 2012/2013


Novos equipamentos do Newcastle United 2012/2013


Novos equipamentos do West Ham United 2012/2013


Novos equipamentos do Fulham 2012/2013


Novos equipamentos do Everton 2012/2013


Novos equipamentos do Aston Villa 2012/2013


Novos equipamentos do Sunderland 2012/2013


Novos equipamentos do Queens Park Rangers 2012/2013


Novos equipamentos do Norwich City 2012/2013


Novos equipamentos do Southampton 2012/2013


Novos equipamentos do Stoke City 2012/2013


Novos equipamentos do West Bromwich Albion 2012/2013


Novos equipamentos do Wigan Athletic 2012/2013


Novos equipamentos do Reading FC 2012/2013


Novos equipamentos do Swansea City 2012/2013


Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

0

Liga Europa 2012-2013: Distribuição de receitas estimadas

14 julho, 2012


A UEFA divulgou detalhes sobre a receita esperada para a edição 2012/2013 da Liga Europa. Baseada nas vendas comerciais até ao momento, a receita comercial bruta da edição 2012/2013 da Liga Europa é estimada em cerca de 225 milhões de euros. Cerca de 75 por cento da receita bruta dos direitos media e contratos comerciais vai directamente para os clubes envolvidos, da fase de grupos em diante. Os restantes 25 por cento são reservados à UEFA e permanecem na UEFA, de modo a cobrir custos organizativos e administrativos.

Baseado no resultado bruto de 225 milhões de euros, a quota para distribuição aos clubes vai ascender até 168.75 milhões de euros. Para além disso, o Comité Executivo da UEFA aprovou mais uma contribuição, no valor de 40 milhões, para partilhar entre os clubes da Liga Europa, com o financiamento a provir dos clubes da Liga dos Campeões e das receitas da UEFA – o que significa um total líquido de 208,75 milhões.

A quantia líquida disponível para os clubes participantes vai ser dividida – 125,25 milhões em pagamentos fixos e 83,5 milhões em montantes variáveis (quota de mercado), que vai ser distribuída de acordo com o valor proporcional de cada mercado televisivo representado pelos clubes que participam na Liga Europa (da fase de grupos em diante).

Cada um dos 48 clubes que participam na fase de grupos podem esperar receber, só pela participação, 1,3 milhões. Também existirão bónus de desempenho, no valor de 200 mil euros, por cada vitória, e 100 mil euros, por cada empate, na fase de grupos. Para além disso, vão ser atribuídos bónus de qualificação às equipas que se apurem para os 16 avos-de-final: os 12 vencedores dos grupos recebem mais 400 mil euros, cabendo aos segundos classificados 200 mil euros.

Em relação à fase a eliminar, as equipas participantes vão receber 200 mil euros nos 16 avos-de-final, 350 mil euros nos oitavos-de-final, 450 mil euros nos quartos-de-final e um milhão nas meias-finais. O vencedor da Liga Europa soma mais cinco milhões, cabendo ao finalista-vencido 2,5 milhões. No máximo, uma equipa pode receber 9,9 milhões na competição – sem contar com a partilha das receitas relativas à quota de mercado.

Cada clube que participe na primeira e/ou segunda e/ou terceira pré-eliminatória da Liga Europa vai receber 100 mil euros por eliminatória, mesmo que não se apure para a fase de grupos da Liga Europa. Para além disso, cada equipa eliminada no "play-off" da Liga Europa terá direito a 100 mil euros.

Fonte: UEFA

Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

0

Novos equipamentos dos clubes espanhóis 2012-2013

13 julho, 2012

Já são conhecidos praticamente todos os novos equipamentos dos clubes da Liga Espanhola para a temporada 2012/2013. As camisolas dos diferentes clubes não fogem ao tradicionalismo das suas cores e as inovações são poucas em relação ao último ano.

Equipamentos dos clubes da Liga Espanhola

Novos equipamentos do Real Madrid 2012/2013





Novos equipamentos do Barcelona 2012/2013





Novos equipamentos do Atlético de Madrid 2012/2013


Novos equipamentos do Valencia 2012/2013


Novos equipamentos do Athletic Bilbao 2012/2013


Novos equipamentos do Sevilha 2012/2013



Novos equipamentos do Bétis 2012/2013


Novos equipamentos do Málaga 2012/2013


Novos equipamentos do Deportivo da Corunha 2012/2013


Novos equipamentos do Celta de Vigo 2012/2013


Novos equipamentos da Real Sociedad 2012/2013


Novos equipamentos do Maiorca 2012/2013


Novos equipamentos do Valladolid 2012/2013


Novos equipamentos do Levante 2012/2013


Novos equipamentos do Getafe 2012/2013


Novos equipamentos do Osasuna 2012/2013


Novos equipamentos do Rayo Vallecano 2012/2013


Novos equipamentos do Granada 2012/2013


Novos equipamentos do Espanyol 2012/2013


Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online